quinta-feira, 15 de junho de 2017

Resenha: Cinder (As Crônicas Lunares) - Marissa Meyer

OLÁ PESSOAAAAS, enfim um post descente nesse blog não é mesmo? Estou de férias amigos, então vocês verão muitos posts show aqui. Hoje é uma resenha que estou devendo desde o começo do ano, que é Cinder da série Crônicas Lunares ~eeeeeeh


Primeiro vamos falar do que se trata a Série:


A série é uma mistura de Distopia, Realismo Fantástico e Ficção Científica que incrivelmente casa muito bem. Se passa num período depois da 4ª Guerra Mundial onde uma doença mortal afeta os seres humanos. A parte da fantasia se dá por ser uma espécie de reconto das antigas histórias de contos de fadas, claro que não "ao pé da letra" dessas histórias, mas cada uma com algumas referências. 



Atualmente a série conta com quatro volumes que fecham a história principal e mais um livro extra sobre a vilã, um livro de contos e uma HQ sobre personagens secundários.


Agora sim, vamos a CINDER.

Editora: Rocco
Páginas: 448
Avaliação Skoob: ☆☆☆☆☆  
Ano de Publicação: 2013


O primeiro reconto, que fala obviamente da Cinderella, se passa na Ásia (após as guerras todos os países ficaram sobre um único império) e a Linh Cinder é uma mecânica que foi adotada por uma família na qual ela é extremamente explorada e descriminada por ser uma ciborgue (eu já falei que é tudo uma grande viagem?.. pois é). A Cinder é uma das minhas personagens femininas favoritas dos últimos tempos. Ela é forte e independente, tem seus próprios conceitos, é extremamente sarcástica e engraçada e joga fora todo o clichê carregado pela questão de ser uma personagem reescrita de contos de fada. 


Bom, o difícil de resenhar esse livro é que ele tem vários plots e conceitos secundários. Ele não é só sobre um único assunto. Tem vários plots e contrastes, como a relação da Cinder com a sua "família" e com a Iko (seu android ajudante), o contraste da vida da Cinder com a vida do príncipe Kai. Tem também toda a história dessa doença fatal e a relação do Povo Lunar com o povo da Terra. Existe também o início de um romance (mas esse não é de forma nenhuma o foco do livro), e junto disso toda a introdução do universo da história e a apresentação dos personagens. O mais interessante nisso tudo é que nenhum desses plots se perde, todos eles se encaixam aos poucos e vão se alinhando no decorrer da história. No final a séria é sobre as relações entre os personagens e a construção dessas relações. 


Os personagens dessa história são todos bem planejados e encaixados. São personagens com características fortes e bem peculiares. Tanto nos personagens principais quanto nos secundários você sente que teve um tempo gasto na criação e desenvolvimento deles. ~e tem um dos vilões mais creeps que já li


A Marissa tem uma escrita dinâmica e nada cansativa. Você devora o livro e sente a necessidade do próximo para se conectar com a história de novo. 



Espero que tenham gostado dessa post e que tenham uma boa experiência na leitura desse livro. 


KOOB: Mirian
INSTAGRAM PESSOAL: @mirianlays_
TWITTER: @mirianlays_
INSTAGRAM DO BLOG: @talvezumnerd

Nenhum comentário:

Postar um comentário