sexta-feira, 1 de abril de 2016

Resenha: Cidade de Papel - John Green

OLAAA PESSOAS, hoje tem uma resenha que eu to devendo faz pouco tempo (tem umas mais atrasadas? tem, mas vamos com calma). Como da pra ver no titulo do post, a resenha de hoje sobre o livro Cidades de Papel do escritor John Green. Eu li esse livro no mês de Março, estava numa ressaca literária ridícula mas ainda assim foi uma boa leitura pela escrita leve e os diálogos e situações engraçadas que acontecem durante o livro inteiro. 



   O livro vai ser narrado pelo Quentin e vai falar sobre a Margo Roth. Mas como assim Mirian? Isso mesmo, o livro mesmo sendo narrado em primeira pessoa pelo Quentin vai falar principalmente sobre a Margo Roth sua paixão platonica desde a infância. Quentin um garoto normal terminando o ensino médio e com toda a preocupação de entrar em uma faculdade, Margo uma garota problemática e popular com um espírito de liberdade e aventura totalmente oposto a personalidade do Quentin. 
   Eles se conheceram quando pequenos e eram muito amigos, porem conforme cresciam foram se afastando. Margo foi se tornando a irreverente Margo Roth, a garota mais popular do colégio e Quentin foi se tornando o nerd nada popular com um pequeno circulo de amigos. 
   Quentin já acostumado com essa ideia não se importava de não estar perto de Margo mesmo gostando dela durante todos esses anos, ate que um dia Margo aparece no seu quarto pedindo que por uma noite ele fosse seu piloto de fuga e que a ajudasse a se vingar de seu ex namorado que a traiu com uma de suas amigas. Quentin nem sequer pensa em recusar. Tudo que ele sempre quis era estar perto de Margo. 
   Depois de concluir todos os planos de Margo, ele volta para casa com o pensamento que tudo mudaria e que ele e Margo seriam mais próximos, mas ele se surpreende no dia seguinte em saber que Margo sumiu sem ao menos dizer para onde ia. Com um tempo ele descobre que Margo deixou pistas de onde ela estava para ele, e isso se torna praticamente o motivo de Quentin fazer tudo. 



Qualquer outra coisa que eu comente sobre o livro seria spoiler, mas confiem quando digo que e um livro gostoso de ser lido, o tema nada pesado mas ainda faz você pensar mais em coisas da vida e a escrita do Green, aquela coisa maravilhosa e invejável para qualquer pessoa. 

Essa foi a minha resenha desse livro amorzinho, espero que tenham gostado ♥