terça-feira, 26 de maio de 2015

Resenha: Quatro, Histórias da Série Divergente


Olá pessoal, hoje eu vim fazer uma resenha pra vocês do livro Quatro que nada mais é que um livro de contos com pedaços da história do personagem Quatro e também algumas cenas de Divergente pelo ponto de vista dele. O livro é dividido em capítulo que contam as fazes da transformação do personagem e da construção do Quatro que conhecemos em Divergente, eu decidi dividir a resenha em partes de acordo com esses capítulos pra tudo ficar bem claro.

Na Introdução a Veronica fala que inicialmente a historia de Divergente seria construído com o Quatro o que PARA MIM faria a história mais interessante pela construção do personagem e o que também fica bem claro no inicio com os pontos parecidos das histórias deles.


Essa primeira parte mostra o resultado do teste do Quatro, como foi a sua reação, os motivos que levaram ele a escolher a Audácia e tem uma das cenas mais fortes de todo o livro que mostra a parte da agressão do Marcus com ele, confesso que nessa parte do capítulo eu tive que pausar a leitura pra me acalmar um pouco porque a cena é realmente muito forte.


Nesse capítulo o foco principal é o teste e a paisagem do medo, os medos dele e a construção e evolução dessas características do personagem que todos já conhecemos: altura, confinamento, violência e Marcus. Nesse capítulo também temos as cenas de como aconteceu a morte do Amah, que era divergente e como a partir dai o Quatro descobre sobre os divergentes e aprende a mascarar isso.


Essa também é cheia de cenas fortes e importantes para a construção do Quatro como as descobertas sobre sua mãe, a escolha da sua tatuagem mais conhecida e como foi feita a ele a oferta de se tornar um dos líderes da Audácia.


Esse capítulo se passa dois anos depois da iniciação e mostra uma parte da história não explorada em Divergente que são os traidores da facção e o que acontece com eles, também mostra o inicio da iniciação de Tris como o cenário dos medos dela e a cena em que Peter tenta agredi-la. 

O livro se encerra com três cenas exclusivas pelo ponto de vista dele, que pelos nomes são bem explicativas e quem já leu ou viu o filme vai reconhecer só pelos títulos:


A escrita da Veronica é incrível e o quatro é altamente cativante e muito bem construído o que torna a leitura extremamente gostosa.




Bom essa foi a minha resenha pessoal, espero que tenham gostado e até a próxima.


segunda-feira, 25 de maio de 2015

Dia do Orgulho Nerd / Dia da Toalha


Olá pessoal, tudo bom com vocês? Hoje é o Dia do Orgulho Nerd e eu quis vir aqui falar um pouco sobre essa data e sobre como eu entrei no mundo da cultura nerd.

O Dia do Orgulho Nerd é uma iniciativa que defende a ideia de que qualquer pessoa tem o direito de ser Nerd/ Geek. Essa data (25 de maio) foi definida por ser incrivelmente a data que divide três grandes feriados do universo Nerd:

- O dia da Premiere do primeiro filme de Star Wars o episódio IV: Uma Nova Esperança.
- O Dia da Toalha para os fãs de O Guia do Mochileiro das Galaxias.
- O Glorioso dia 25 para os fãs da série Discworld.

Essa iniciativa teve inicio na Espanha em 2006 e se espalhou pelo mundo através da internet. A partir daí vários outros lugares aderiram a data como os Estados Unidos que realiza eventos nessa data e até alguns canas de TV que tem programações especiais nesse dia.

Eu conheci esse universo na infância, acho que como a maioria das pessoas, por influência dos meus tios e do meu pai com quem eu passava a maior parte do tempo. Comecei a entender e pesquisar mais sobre isso e hoje isso já uma parte fundamental de mim. 


Feliz dia do Orgulho Nerd pra todos nós, espero que tenham gostado do post e até a próxima pessoal.

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Resenha: O Teorema Katherine


Olá pessoal, hoje eu vim trazer a resenha do livro mais apedrejado do John Green que é o OTK, um livro sobre amizade, crianças prodígio, 19 Katherine's e uma Lindsay. Essa não é mais um resenha falando o quanto ele errou no livro e blá blá blá porque eu simplesmente amei o que o Green fez na história.

O livro fala sobre o Colin, um menino prodígio de 16 anos com uma paixão por garotas com o nome Katherine (K-A-T-H-E-R-I-N-E como o narrador deixa bem claro, é pela ortografia do nome). Ao longo dos seus 16 anos Colin já namorou 19 Katherines, e todas elas terminaram com ele. Após o termino com a K-19 ele entra numa poça de lamentações e o seu melhor amigo, o Hassan, decide que eles precisam viajar sem rumo e eles vão a procura de preencher o "pedaço faltando" do Colin. Eles chegam a cidade de Gutshot no Tenessee em busca do lugar onde foi enterrado o Arquiduque Francisco Ferdinando como dizia uma placa a beira da estrada, e lá eles encontram a Lindsay, uma menina da cidade que acaba se tornando amiga deles. A história se desenrola a partir daí como uma história engraçada e triste ao mesmo tempo.



Sou suspeita pra falar da escrita do John Green porque sou apaixonada por ela, mas acho importante fazer uma ressalva que esse foi o único livro em 3º pessoa que eu li dele (que eu me lembre) e que eu simplesmente adorei a forma dele escrever em 3º pessoa, se torna um escrita gostosa mesmo fora do comum do Green que é mostrar os pensamentos do personagem.

Bom gente essa foi minha resenha fangirl de mais um livro do Green, espero que tenha gostado e se interessado com a leitura caso ainda não tenham lido, beijos e até a próxima.

Sigam nas redes sociais:

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Resumindo o mês de Abril


Olá pessoal hoje eu vim resumir tudo que rolou nesse mês de Abril aqui no blog (e também no instagram do blog) e com as minhas leituras e o que eu andei assistindo. Bom esse mês foi fail total em praticamente tudo. Acho que uma mistura de mês preguiçoso com ressaca literária e várias notícias e lançamentos nos cinemas me atrasaram esse mês. Não comprei nenhum livro esse mês </3 então esse post não vai ter book haul ;-;

* Leituras:
Esse mês li bem pouco se comparado ao mês anterior;
- Comecei o mês lendo A Seleção.
- Reli o Anjos na Escuridão (resenha aqui)
- Retomei o A Passagem e li 97 páginas.
- Peguei o A Menina Que Roubava Livros mas empaquei na leitura e deixei um pouco de lado (mas pretendo retomar).

* Séries, Filmes e Animes:
- Esse mês eu assisti (efim) O Espetacular Homem Aranha 2 que nem preciso falar que amo. Também vi o Vingadores A Era de Ultron que eu AMEI, teve os pontos negativos e positivos mas no geral adorei e também gostei das pontas deixadas para a fase 3 da Marvel. 
- De séries eu assisti mais alguns episódios de Constantine, comecei a ver Drácula e dei uma olhada nos primeiros episódios de Demolidor (mais detalhes num próximo post sobre séries)
- E por fim de Animes esse mês eu dei mais uma adiantada em Fairy Tail e assisti o Nanatsu no Taizai inteiro (com certeza vou falar dele aqui futuramente). 


* Posts (instagram e blog)
Esse mês teve muita notícia legal para quem é nerd, digamos assim, e eu noticiei tudo la no IG. O blog ficou um pouco parado mas quero mudar isso esse mês de maio.
- Resenha de Quem é Você, Alasca? (aqui)
- Postagem sobre Personagens Femininas nos quadrinhos (aqui)
- Comentários sobre primeira foto de Jered Leto como Coringa (aqui)
- Comentários sobre a primeira foto vazada de Piratas do Caribe Homens Mortos Não Contam Histórias (aqui)
- Notícia de que A Seleção vai virar filme (aqui)
- Texto sobre o dia do livro + agradecimento pelos 443 seguidores no insta e 1265 visualizações no blog (aqui)


Foi isso que rolou no meu mês, espero que tenham gostado do post e até a próxima.