terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Primeiras Impressões: A Mais Pura Verdade (Lançamento da Novo Conceito)


Olá pessoal, hoje vim fazer um post com as minhas primeiras impressões do livro A Mais Pura Verdade do autor Dan Gemeinhart que é lançamento da Editora Novo Conceito e está previsto para sair dia 23 de março desse ano.


Recebi os 6 primeiros capítulos da Novo Conceito com a proposta de fazer um post com as minhas primeiras impressões sobre o livro. 



O livro é genial, conta a trajetória de Mark, um garoto que ama escrever e fotografar e que está com uma doença grave em estado terminal. Mark está em busca de realizar o seu sonho que é escalar uma montanha, com esse imenso desejo sai de casa com seu caderno, sua maquina fotográfica e seu cachorro (o melhor cachorro do mundo). Mark passa por imensas dificuldade e não há um capítulo dos seis que recebi que eu não tivesse arrepios ou me impressionasse com a quantidade de coisas que acontece com Mark e com a sua força. O livro tem tudo pra ser uma história emocionante e que foge dos clichês. 


A escrita do autor é muito fluida e leve por mais que o livro não seja nem um pouco leve. O livro é em primeira pessoa mas alguns capítulos tem a entrada da melhor amiga do Mark (Jess) e essas entradas dela são em terceira pessoa. A leitura é super rápida até por que em cada capítulo acontece algo que te deixa ansioso e preocupado. Os personagens são cativantes e o Mark é apaixonante. 

Bom pessoal é isso, eu amei ter recebido esse presente da novo conceito, adorei o livro e que o dia 23/03 chegue o mais rápido possível.



sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Play List da Semana


Olá pessoal, eu sempre quis falar sobre música aqui por ser algo que eu gosto muito, então como o nome do blog não me prende a uma única coisa decidi fazer uma coluna pra isso aqui que vai ser uma Playlist com o que ouvi durante a semana e também vou fazer um por mês com as minhas bandas e cantores favoritos. Eu sou bem eclética então não estranhem se tiver, sei lá, RAP e música clássica na mesma Playlist porque eu sou bem assim. 
Decidi fazer uma Playlist essa semana porque eu ouvi muita música esses dias e relembrei músicas antigas que eu gosto muito (TPM então vai ter música sentimental sim).

1. Rain - Breaking Benjamin: Uma música bem tristinha e sentimental e fofinha, por que essa semana eu posso ahushaus.



2. Faint - Linkin Park: Link Park é uma das minhas bandas favoritas da vida e esses dias eu senti saudade de ouvir, em especial essa música.



3. Mirrors - Justin Timberlake: já falei que eu tô sentimental? Então, quando se está assim música triste nunca é de mais.


4. Burn - In This Moment: uma música que eu descobri esses dias e estou apaixonada (é um pouco pesada então se você não gosta não escute)



5. The Monster - Eminem ft. Rihanna: única e exclusivamente porque eles são FODAS <3



6. Rehab - Rihanna ft. Justin Timberlake: única e exclusivamente porque eles são FODAS <3 ²





Bom foi isso que mais ouvi essa semana, espero que tenham gostado desse post e que gostem dos demais sobre música que irão aparecer por aqui, até a próxima. 

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Falando Sobre Animes


Olá pessoal, hoje eu vim falar pra você sobre uma das coisas que eu mais amo nessa vida que são os animes. 
Muitas pessoa falam que anime são coisas de criança mas não é bem assim que funciona, muitos animes tem assuntos bem fortes. Bom se você se interessa e quer saber mais ou quer começar a ver animes mas não sabe por onde começar vou falar aqui sobre os meus favoritos da vida que não são nem um pouco infantis.




Começando pelos mais leves o primeiro e favorito de todos é o Sword Art Online. O anime se passa no ano de 2022 onde a tecnologia é altamente avançada e foi criado um sistema de realidade virtual para os games controlados pelo Nerve Gear um capacete que estimula os cinco sentidos através do cérebro e o primeiro deles é o SAO que é um VRMMORPG (um RPG em realidade virtual). Começa com o lançamento oficial do SAO e todo esse mundo de realidade virtual até que todos ficam presos dentro do jogo (sem botão de sair, e os nerve gears não podem ser retirados por estarem ligados ao cérebro, sendo retirados causa danos imediatos) e tudo muda e a pequena realidade virtual se torna a mais pura realidade em um jogo de sobrevivência.





O segundo é o Ao No Exorcist (ou The Blue Exorcist) que o nome já diz tudo né? O anime fala sobre Rin e Yukio Okumura dois irmão gêmeos orfãos criados por um exorcista. O foco principal é o Rin, o anime todo é muito interessante pra quem gosta do tema.






O terceiro é o HOTD que é perfeito pra quem gosta to tema apocalipse zumbi, esse se passa com adolescentes e tudo começa enquanto eles estão no colegial (ba dum tiss pro autor asuhaus). É um ótimo anime (por que eu tenho bom gosto).





O quarto que eu trago é Bleach que é SENSACIONAL, vejam, apenas.





Mirai Nikki é um dos animes mais inteligentes que eu já vi. Imagine que você pode se tornar um deus e ter tudo que você quisesse, mas que para isso você tivesse que matar pessoas em uma competição, o que você faria?? Mirai Nikki (ou Diário do Futuro) gira em torno exatamente disso. 





Esse está sendo tido como o melhor anime do ano de 2014 me surpreendeu e viciou. Já falei dele aqui no blog <3





O último e acho que o mais pesado de todos aqui é o Elfen Lied, também já falei dele aqui e é um dos favoritos da vida <3






Bom pessoal é isso espero que tenham gostado das minhas dicas e espero que vejam. Se já tiverem visto alguém deles comenta aqui o que achou.






sábado, 14 de fevereiro de 2015

A Carta do Ano 2070




Olá pessoal, hoje venho trazendo um post um pouco diferente dos meus posts aqui no blog mas uma coisa que me chamou muita atenção e que se encaixa muito nas nossas condições atuais.
Quando se fala em futuro garanto que cada um de nós faz imensas possibilidades de empregos, bens de consumo e nossas cobiças. Mas e se tudo que nós pensamos em construir para o nosso futuro for derrubado por algo que sem querer perceber nos destrói. 
A revista  "Crónicas de los Tiempos" publicou em Abril de 2002 um texto chamado A Carta de 2070 onde o autor descreveu como achava que seria o futuro, essa carta é narrado por um homem de 50 anos que vive nesse ano de 2070. Esse texto foi repercutido há anos atrás e agora com todos esses desastres naturais acontecendo, com a falta de chuvas e o aumento da poluição voltou a se repercutir nos sites e redes sociais. 
Lembrando que a carta é uma narrativa, foi algo escrito por alguém com o seu ponto de vista do futuro, algo como acontece com o gênero Distópico.
Segue texto:

"Ano 2070. Acabo de completar 50 anos, mas a minha aparência é de alguém com 85. Tenho sérios problemas renais porque bebo muito pouca água. Creio que me resta pouco tempo. Hoje sou uma das pessoas mais idosas nesta sociedade. Recordo quando tinha cinco anos. Tudo era muito diferente. Havia muitas árvores nos parques, as casas tinham bonitos jardins e eu podia desfrutar de um banho de chuveiro... Agora usamos toalhas de azeite mineral para limpar a pele. Antes, todas as mulheres mostravam as suas formosas cabeleiras. Agora, devemos rapar a cabeça para mante-la limpa sem água. Antes, o meu pai lavava o carro com a água que saía de uma mangueira. Hoje, os meninos não acreditam que a água se utilizava dessa forma. Recordo que havia muitos anúncios que diziam "CUIDE DA ÁGUA", só que ninguém se importava - pensávamos que a água jamais poderia acabar. Agora, todos os rios, barragens, lagoas e mantos aquíferos estão irreversivelmente contaminados ou esgotados. Antes, a quantidade de água indicada como ideal para beber eram oito copos por dia. Hoje só posso beber meio copo. A roupa é descartável, o que aumenta grandemente a quantidade de lixo e tivemos que voltar a usar os poços sépticos (fossas) como no século passado já que as redes de esgotos não se usam por falta de água. A aparência da população é horrorosa; corpos desfalecidos, enrugados pela desidratação, cheios de chagas na pele provocadas pelos raios ultravioletas que já não tem a camada de ozônio que os filtrava na atmosfera. Imensos desertos constituem a paisagem que nos rodeia por todos os lados. A indústria está paralisada e o desemprego é dramático. As fábricas dessalinizadoras são as principais fontes de emprego e pagam-nos em água potável os salários. Os assaltos por um copo de água são comuns nas ruas desertas. A comida é 80% sintética. A pele de uma jovem de 20 anos está como se tivesse 40. Os cientistas investigam, mas não parece haver solução possível. Não se pode fabricar água, o oxigênio também está degradado por falta de árvores e isso ajuda a diminuir o coeficiente intelectual das novas gerações. Alterou-se também a morfologia dos espermatozoides de muitos indivíduos e como conseqüência há muitas crianças com insuficiências, mutações e deformações. O governo cobra-nos pelo ar que respiramos (137m3 por dia por habitante adulto). As pessoas que não podem pagar são retiradas das "zonas ventiladas". Estas estão dotadas de gigantescos pulmões mecânicos que funcionam a base de energia solar. Embora não sendo de boa qualidade, pode-se respirar. A idade média é de 35 anos. Em alguns países existem manchas de vegetação, normalmente perto de um rio, que é fortemente vigiado pelo exercito. A água tornou-se um tesouro muito cobiçado - mais do que o ouro ou os diamantes. Aqui não há arvores, porque quase nunca chove e quando se registra precipitação, é chuva ácida. As estações do ano tem sido severamente alteradas pelos testes atômicos. Advertiam-nos que devíamos cuidar do meio ambiente e ninguém fez caso. Quando a minha filha me pede que lhe fale de quando era jovem, descrevo o bonito que eram os bosques, lhe falo da chuva, das flores, do agradável que era tomar banho e poder pescar nos rios e barragens, beber toda a água que quisesse, o saudável que era a gente, ela pergunta-me: Papá! Porque se acabou a água? Então, sinto um nó na garganta; não deixo de me sentir culpado, porque pertenço à geração que foi destruindo o meio ambiente ou simplesmente não levamos em conta tantos avisos. Agora os nossos filhos pagam um preço alto e sinceramente creio que a vida na terra já não será possível dentro de muito pouco tempo porque a destruição do meio ambiente chegou a um ponto irreversível. Como gostaria voltar atrás e fazer com que toda a humanidade compreendesse isto, quando ainda podíamos fazer algo para salvar ao nosso planeta terra!"


Essa narrativa me tocou profundamente pelo simples fato de, assim como as guerras narradas por todas essas distopias famosas, a falta de água, a degradação do meio ambiente e o desgaste imparável do nosso habitat é algo que nos ronda, que VAI atingir o nosso futuro de uma forma bem mais catastrófica do que nos tempos atuais e é principalmente algo que é única e exclusivamente culpa nossa e que está debaixo de nosso nariz e nós nos negamos a enxergar.
Tudo que está descrito ali, tudo que lemos nas nossas tão amadas distopias é algo que pode se tornar nossa realidade e tudo com o que nos preocupamos é com quão bonitos vamos estar na estréia do filme, ou com os romances das histórias, ou ainda com o quanto parecemos com os personagens principais delas. Eu vos digo o quanto parecemos: 0,0%. Sabe porque? Somos nós os hipócritas controladores ou controlados pelo sistema. Abafamos o real sentido das coisas, deixamos o sistema invadir e tirar de nós a percepção dessas coisas. Perdemos o direito de enxergar o que está em nossas mãos, o que poderíamos mudar com a única atitude de querer.
Será que só nos daremos conta do que estamos fazendo quando precisarmos raspar as cabeças por causa falta de água, será que só nos daremos conta quando a vaidade for derrubada pela necessidade extrema?!






Bom é isso pessoal espero que tenham entendido o que quis falar aqui, e me desculpe se o post ficou grande mas eu precisava comentar sobre isso com vocês.
Até a próxima.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Resenha: A Breve Segunda Vida de Bree Tanner (Possíveis Spoilers)


Olá pessoal, hoje eu vim trazer a resenha desse livro que foi a minha segunda leitura do mês <3 e espero que vocês gostem. Vou avisando que pode ter spoiler para quem não leu ou não viu Crepúsculo ainda. 



O livro é meio que um conto sobre a Bree, aquela personagem de Eclipse do exercito de Victoria morta pelos Volturi, que é uma Recém-criada muito jovem. Aborda principalmente os acontecimentos nesse bando criado por Victoria, é um segundo universo da saga bem interessante porque estamos acostumados a ver o ponto de vista da Bella e a ver vampiros educados e contidos como os Cullen ou os Volturi mas a Bree como recém-criada e tendo que se passa pelo ponto de vista da Bree temos as diferenças e a visão de que como vemos que a Bella acha super normal o comportamento e a graça dos Cullen e Volturi a Bree já acha completamente estranho como ela mesma diz quando ver os Volturi a primeira vez que ela acha impossível que vampiros se movimentem com tanta graça. Nesse livro, assim como em todos da série, o romance está presente e a Bree se apaixona por um desses Recém-criados o Diego, que é um dos mais velhos do bando. 
O mais interessante no decorrer da história são as explicações para algumas coisas que são escondidas por Victoria para os recém-criados e a forma como a Bree vai percebendo isso. O final também é meio forte pelos sentimentos da Bree, afinal ela esta a beira de ser morta.



A escrita da Stephenie acho que todos já conhecem, mas é uma escrita rápida e tranquila e muito gostosa de se ler. 


Bom pessoa é isso, espero que tenham gostado, até a próxima. 

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

TBR Fevereiro 2015



Olá pessoal, hoje eu vim trazer a minha TBR para esse mês, espero concluir e espero que gostem <3


1. Deixe a Neve Cair, um livro de contos que se passam no Natal, que já iniciei. 



2. A Breve Segunda Vida de Bree Tanner, que é uma crônica que fala sobre a Bree de Eclipse, da saga Crepúsculo.



3. Harry Potter e As Relíquias da Morte, que não precisa de explicação apenas <3




Bom pessoal é isso, se quiserem acompanhar como está o meu ritmo de leitura siga o Instagram do BLOG e o meu perfil no Skoob, até a próxima. 

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Leituras e BookHaul do Mês de Janeiro 2015


Oi Oi gente, hoje vim trazer um post sobre as minhas leituras o meu Bookhaul desse mês.

1. Primeiro dei início a leitura de A Passagem mas não consegui concluir tava meio parado e eu não tava aproveitando muito e tinha bastante coisa pra ler então não me importei em parar, mas eu gostei do que li e pretendo voltar a ler logo, logo.


2. Em seguida dei início a leitura pela milésima vez de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, e sem palavras, sensacional apenas. (não fiz resenha por ser 3º livro de uma série já bem antiga)


3. E minha última leitura do mês foi o A Once Upon A Time Tale - Despertar, que já tem resenha aqui no blog.


* Bookhaul

Esse mês eu comprei dois livros, comprei Jogos Vorazes e Em Chamas (que ainda não chegou) mas assim que chegar vai ter Unboxing lá no Instagram do BLOG então sigam lá também <3





segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Resenha: A Once Upon A Time Tale - Despertar



Olá pessoinhas, hoje venho trazendo a resenha da minha última leitura para vocês.

O livro reconta a primeira temporada da série só que com menos detalhes, são os episódios mais marcantes da série. Para quem não conhece a série a mesma se trata de uma recriação dos contos de fadas mais conhecidos como Branca de Neve, Rumpelstiltskin, A Bela e a Fera, Cinderela, Chapeuzinho Vermelho (etc.) só que de uma forma mais complexa com todos eles interligados e com uma ligação com a nossa realidade. A série é muito boa e o livro inspirado nela não deixou a desejar.

O livro é em terceira pessoa, o que nesse caso é muito bom porque mostra os vários lados da história. A escrita é bem leve e os personagens são todos apaixonantes assim como os da série. Eu adorei o livro por esses e por outros diversos motivos.


Bom, é isso pessoal, espero que tenham gostado da resenha. Até a Próxima.